judiciário

Justiça proíbe missas e cultos com fiéis em Bayeux

25 de fevereiro de 2021 às 18h06 Por Wallison Bezerra
Prefeita de Bayeux, Luciene Gomes (PDT), tinha liberado a presença de público em igrejas

O juiz Francisco Antunes Batista acatou a ação movida pelo Ministério Público da Paraíba e determinou a suspensão, imediata, de missas, cultos e quaisquer cerimônias religiosas presenciais em Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa, até o dia 10 de março. Ontem, a prefeita Luciene Gomes (PDT) tinha divergido do decreto estadual e permitido a abertura de templos religiosos aos fiéis. O magistrado estabeleceu uma multa diária de R$ 1.000,00, além da adoção das demais medidas legais cabíveis na espécie, para a hipótese de descumprimento.

O último decreto assinado pelo governador João Azevêdo (Cidadania) prevê a suspensão de cerimônias religiosas presenciais nos municípios classificados nas bandeiras vermelha e laranja, em razão do aumento de casos da covid-19.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido !!