tchau tornozeleira

Calvário: investigados na espera da canetada de Gilmar

9 de agosto de 2020 às 23h40 Por Wallison Bezerra
Ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os investigados na Operação Calvário que cumprem medidas cautelares estão com os olhos voltados para o gabinete do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na semana passada, Mendes determinou, através de uma canetada, a retirada da tornozeleira eletrônica de Ricardo Coutinho (PSB), ex-governador da Paraíba.

Um dia após a decisão, Denise Krummenauer Pahim, flagrada nas investigações com 52 mil em moedas estrangeiras, pediu extensão do benefício de Ricardo.

Outros alvos da Operação, que mira possíveis fraudes em contratos do governo Coutinho com organizações sociais que prestaram serviços na Saúde e Edução do Estado, esperam o comportamento de Gilmar no caso de Denise para pedir a alforria da tornozeleira eletrônica.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido !!