entrevista exclusiva

Alessandro Vieira critica manobras e diz que CPI ‘não acabará em pizza’

11 de abril de 2021 às 09h35 Por Wallison Bezerra
Senador Alessandro Vieira (Cidadania) moveu ação no Supremo Tribunal Federal para obrigar instalação da CPI da Pandemia

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM), deve instalar na próxima terça-feira (13) a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar a atuação do governo Bolsonaro no combate à pandemia da Covid-19, doença que já matou mais de 350 mil brasileiros em pouco mais de um ano.

A abertura do colegiado acontece após a decisão liminar do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou na última quinta-feira (08) o início do trabalho da comissão.

A decisão do ministro atendeu a um pedido do senador Alessandro Vieira (Cidadania). Ao Blog, o parlamentar reprovou a articulação de senadores governistas para impedir as investigações e garantiu que a apuração não vai “acabar em pizza”.

Confira a entrevista exclusiva

Blog – O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, atendeu a um pedido seu essa semana e determinou a abertura da CPI da Pandemia. A decisão será cumprida, segundo o senador Rodrigo Pacheco. Governistas, porém, já articulam para impedir o funcionamento do colegiado, inclusive na tentativa para que senadores retirem assinaturas. Como o senhor avalia esse movimento?

Alessandro Vieira – É um movimento comum na política brasileira, mas reprovável. Fica a impressão de querer esconder algo, o que é muito negativo.

Blog – Parlamentares governistas falam em ampliar o foco da CPI para as atuações de governadores e prefeitos. O senhor concorda?

Alessandro Vieira – Sim, concordo. Todos os fatos devem ser apurados em uma situação tão graves como essa.

Blog – O que a oposição fará para que a CPI não termine em “pizza”?

Alessandro Vieira – A fiscalização da sociedade e da imprensa vai evitar a “pizza”. Acredito em um trabalho sério e eficiente.

Blog – O senador Rodrigo Pacheco deve oficializar nos próximos dias a instalação da CPI da Pandemia. Vocês já articulam para ficar com presidência ou relatoria? Tem alguma preferência?

Alessandro Vieira – Não estou preocupado com isso, creio que os maiores partidos deverão ocupar este espaço.

Blog – Como o senhor vê a articulação do governo em impedir a execução de emendas parlamentares, principalmente após a decisão do STF? O conflito poderá atrapalhar o orçamento?

Alessandro Vieira – Não. Os problemas do orçamento, que são gravíssimos, não têm ligação com a CPI. São fruto de equívocos do governo e do comando das casas do Congresso.

Comentários:
error: Conteúdo Protegido !!